Suspeito de matar namorada de 19 anos em campo de futebol na Bahia é preso 3 meses após crime

Homem teve mandado de prisão preventiva cumprido dentro de uma loja, na cidade de Teixeira de Freitas. Caso aconteceu no município de Jucuruçu, no sul do estado.

Um homem suspeito de matar a namorada de 19 anos, na cidade de Jucuruçu, no sul da Bahia, foi preso nesta terça-feira (10), mais de três meses após o crime.

De acordo com a delegada Valéria Chaves, coordenadora da Polícia Civil na região, Morenilton Ferreira Costa, de 37 anos, estava com um mandado de prisão preventiva em aberto pelo crime e foi surpreendido dentro de uma loja, no município de Teixeira de Freitas, na mesma região do estado.

Elen Laís Tavares foi morta no dia 25 de maio. O crime ocorreu por volta de 1h da madrugada, em um campo de futebol que fica em frente à casa da vítima, no distrito de Monte Azul.

Na época, a delegacia local informou que a jovem havia saído, e que o suspeito estava aguardando ela chegar, quando cometeu o crime.

A motivação do assassinato ainda não foi detalhada pela Polícia Civil. O caso está sob investigação.

Após a prisão, nesta terça-feira, o homem foi levado para a sede da 8ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Teixeira de Freitas), onde está à disposição da Justiça.

Segundo informações da delegada Valéria Chaves, Morenilton já tinha passagem pela polícia por violência doméstica, contra uma ex-companheira.

Por: Jôsy Souza

Fonte: G1

A adolescente Vívia Soares que estava desaparecida foi encontrada morta por estrangulamento

Infelizmente a adolescente VÍvia Soares de 15 anos, que estava desaparecida desde o último domingo (03) foi encontrada morta vítima de um assassinato por estrangulamento.
O irmão da vítima havia registrado um boletim de ocorrência na delegacia da Polícia Militar. A polícia se mobilizou com o objetivo de encontrar a adolescente que diante de informações familiar, estaria com o suspeito por nome de Daniel Max Santos de Jesus de 19 anos de idade.


Daniel foi localizado e conduzido por policiais militares do 5º Pelotão e apresentado na Delegacia de Vereda.
O mesmo confessou o crime e relatou ter matado Vivia por estrangulamento com as mãos e com o uso da blusa da vítima, após ser frustrado ao tentar ter relações sexuais com a mesma.
O assassino ocultou o corpo da adolescente em uma propriedade rural localizada no distrito da Prata, próximo a Cidade de Vereda.
Daniel o assassino, se encontra preso na carceragem da 8ª Coorpin.
O crime deixou parentes e amigos muito tristes, pois a esperança era encontrar a menina com vida.


Por:  Jôsy Souza.

Facção tortura e executa suspeito de estuprar e matar enteada de 2 anos em Vila Canária

O suspeito de ter matado e estuprado a própria enteada de apenas dois anos no bairro de Vila Canária, em Salvador, foi morto na noite de segunda-feira (21) depois de ser capturado por uma facção criminosa. Em um vídeo, que circula nas redes sociais e que foi obtido pelo site  CORREIO, é possível ver o ajudante de pedreiro Edson Neri Barbosa dos Santos, 27 anos, amordaçado, sem roupa e com um ferimento na cabeça.

Ao site CORREIO, um familiar de Ágatha Sophia afirmou que o homem que aparece nas imagens é Edson. Ele estava foragido desde o domingo (20), dia em que a menina morreu antes mesmo de dar entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Marcos, para onde foi levada desacordada pela mãe.

No vídeo de 15 segundos, é possível ver o ajudante de pedreiro sem roupa, com um pano amordaçando a boca e com as mãos atadas por uma corda. Durante as gravações, homens aparecem afirmando que fazem parte da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM). “Olha para a puta aí. A puta está pedindo até por favor agora”, diz um dos homens que registra a cena.

Em um outro momento um outro homem diz: “Vai morrer, viado. Vai morrer. Estrupando os outros, né? (sic)”, fala enquanto o suspeito leva um tapa no rosto. “Mexeu com criança a gente mata, estuprador maldito”, completa o homem com celular em punho.

Autor do Estatuto do desarmamento Gerson Camata é morto a tiros

Foi morto a tiros na Praia do Canto, em Vitória na tarde de ontem o ex-governador do Espírito Santo Gerson Camata, de 77 anos, após uma discussão com um homem que seria seu ex-assessor.

Gerson Camata foi autor do Projeto de Lei do Senado número 292/1999, que deu origem ao Estatuto do Desarmamento – Que hoje é a atual Lei 10.826/2003.

Policiais que estavam de folga prenderam o autor do crime Marcos Venício, ex-assessor de Camata.

Camata e o homem que o assassinou teriam uma disputa na justiça por um processo movido por Camata contra o seu ex-assessor (assassino), que teve R$ 60 mil bloqueados em sua conta.

Em uma entrevista coletiva que foi concedida no início da noite de ontem (26), a Secretaria de Estado de Segurança Pública declarou que a veracidade da motivação do crime foi esta disputa judicial.

Camata, segundo relatos, tentou correr e não conseguiu escapar do homem que estava armado.

O criminoso estava em posse de uma arma sem registro, informaram as autoridades.

Por: Mídia Regional/Jôsy Souza