Teixeira de Freitas recebe Carreta de rastreamento do câncer de mama no próximo dia 21

Entre os dias 21 de novembro a 7 de dezembro chegará em Teixeira de Freitas a Unidade Móvel do Programa de Rastreamento do Câncer de Mama realizado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

A carreta ficará das 7h às 12hs e das 13h às 18h, em frente ao CER (Av. das Nações). A unidade móvel realizará 150 mamografias bilaterais por dia (75 por turno) atendendo uma média de 2.100 mulheres do município, com o objetivo de rastreamento para diagnóstico.

O público-alvo será mulheres com idade entre 50 a 69 anos (faixa etária de maior risco); que tenha feito última mamografia há um ano ou mais e não tenha realizado cirurgia na mama (exceto punção, tatuagem).

As pacientes que têm interesse em participar e se enquadrem nestes pré-requisitos deverão comparecer a sua unidade de saúde o quanto antes levando xerox de identidade e cartão SUS para preenchimento da ficha de solicitação de mamografia.

Mulheres fora da faixa etária e que não se enquadrem no público-alvo deverão realizar a mamografia pela rede municipal, conforme fluxo já existente.

Por: Jôsy Souza/Mídia Regional

ASCOM

Novembro azul: A importância de se cuidar contra o câncer de próstata

Novembro Azul é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

O que é a próstata

A próstata é uma glândula masculina que tem forma de uma noz e fica logo abaixo da bexiga e à frente do reto. O órgão envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina é eliminada da bexiga.

O que é câncer de próstata?

Durante o funcionamento da próstata, algumas células podem se desenvolver e multiplicar de forma anormal, provocando o surgimento de um tumor. O câncer de próstata é o segundo mais incidente entre os homens no Brasil, apenas atrás do câncer de pele não melanoma. Estima-se 68.220 mil novos casos da doença no país, em 2018. O risco estimado é de cerca de 66,12 novos casos para cada 100 mil homens.

Sintomas

A doença pode não apresentar (ou apresentar poucos) sintomas em sua fase inicial. Em alguns casos, os sinais são parecidos com os do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite). Na fase mais avançada, o paciente pode ter dores nos ossos, sintomas urinários ou, nos casos mais graves, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Quando procurar o médico?

  • Quando o homem perceber sinais e sintomas sugestivos da doença, como: dificuldade de urinar; diminuição do jato de urina; necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite; e sangue na urina. A detecção do câncer de próstata pode ser realizada com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos (diagnóstico precoce).
  • Os homens sem sinais ou sintomas, mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença, podem realizar com exames de toque retal e de sangue para avaliar a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico).

Como é feito o diagnóstico de câncer de próstata?

O exame de PSA é solicitado anualmente para acompanhar as alterações específicas da próstata. O resultado, quando alterado, pode indicar situações como inflamações, infecções, hiperplasia (crescimento benigno) e também o surgimento do câncer de próstata. O toque retal e a dosagem do PSA servem para indicar a necessidade da biópsia da próstata (retirada e análise de fragmentos da glândula e única forma de confirmar uma suspeita de câncer). A realização de exames é recomendada quando há presença de sinais e sintomas, conforme preconiza o Ministério da Saúde.

 Como posso prevenir?

Adotar hábitos saudáveis diminui o risco de várias doenças, inclusive o câncer. Recomendamos:

  • Manter uma alimentação saudável e equilibrada;
  • Não fumar.
  • Identificar e tratar adequadamente a pressão alta, diabetes e problemas de colesterol
  • Manter um peso saudável;
  • Praticar regularmente atividades físicas.

Por: Jôsy Souza/Mídia Regional

ASCOM

Começa na segunda-feira (7) a campanha de vacinação contra o sarampo

Começa na próxima segunda-feira (7), a campanha nacional de vacinação contra o sarampo de 2019. A vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola, tem como foco especial dois subgrupos: crianças de 6 meses a menores de 5 anos e adultos de 20 a 29 anos. Mas todas as pessoas até 49 anos devem levar os cartões de vacinas às unidades de saúde para conferir se está com a vacinação em dia.

Entre 7 e 25 de outubro, o objetivo é imunizar crianças de 6 meses a menores de 5 anos. Mas é importante ressaltar que tanto a vacina tríplice viral como a tetravalente (que evita também a catapora) são aplicadas na rede pública o ano todo em brasileiros de até 49 anos, dentro ou fora de surtos.

A Vigilância Epidemiológica (VIEP) da Secretaria de Saúde de Teixeira de Freitas está promovendo ações para melhorar a cobertura vacinal do sarampo no município, nas Unidades Básicas de Saúde, unidades hospitalares públicas e privadas, clínicas e com o apoio dos Agentes Comunitários de Saúde. Além disso estão programadas também ações de vacinação nos trabalhadores do comércio, rede de hotelaria, aeroportos e transporte rodoviário, universidades e Escolas Técnicas do município. Segundo a técnica da Viep, responsável pela imunização, Valéria Lima, desde o início dos alertas emitidos pela Sesab, a prioridade tem sido identificar casos suspeitos de sarampo. “Temos que ter respostas rápidas casos suspeitos e caso ocorra também casos confirmados da doença. Fizemos um treinamento com os Agentes Comunitários de Saúde, pois são eles que estão no dia a dia dentro das casas das pessoas, avaliando cartões de vacina, anotando as datas das doses dessas vacinas e encaminhando para a vacinação aqueles que têm necessidade.”, explicou Valéria.

A população deve procurar as salas de vacinas para avaliação dos cartões. As Unidades Básicas de Saúde estão abertas das 7h às 11h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Por: Jôsy Souza

Fonte: PMTF

 

Governo inclui 5 novos medicamentos para tratamento de quatro doenças ao SUS

O Ministério da Saúde incorporou cinco novos medicamentos e uma associação medicamentosa, destinadas ao tratamento de quatro doenças, ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os documentos definem critérios para diagnóstico, controle e tratamento da hidradenite supurativa (HS), da colangite biliar primária (CBP) e da fenilcetonúria. Outra doença, a uvéite não infecciosa, teve seu protocolo de tratamento atualizado devido à incorporação do medicamento adalimumabe.

A pasta informou que três dessas doenças passam a contar com o tratamento definido em Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas (PCDT) no Sistema Único de Saúde (SUS) que garante o cuidado com tratamento específico aos pacientes acometidos pelas doenças.

O Ministério ainda destacou que os protocolos clínicos são importantes porque definem a linha de cuidado de uma doença ou agravo que deve ser seguida pelos profissionais de saúde para tratar os pacientes. Esses critérios devem ser seguidos pelos gestores locais. Os documentos são baseados em evidências científicas e consideram eficácia, segurança, efetividade e custo-efetividade das tecnologias recomendadas.

A colangite biliar primária (CBP) é uma doença crônica e autoimune, em que o sistema imunológico ataca as células saudáveis do fígado, podendo causar cirrose hepática e necessidade de transplante do órgão. Com tendência a ocorrer na meia idade, a CBP se manifesta sem sintomas e, por isso, o diagnóstico geralmente é tardio. A maioria dos pacientes só desenvolvem sintomas anos após o conhecimento da doença. Cansaço excessivo, coceira no corpo, perda de peso, desconforto abdominal e icterícia, que é a coloração amarela da pele causada por um aumento na concentração de bilirrubina na corrente sanguínea (hiperbilirrubinemia), estão entre as principais manifestações.

A hidradenite supurativa é uma doença inflamatória de pele que acomete, principalmente, as regiões das axilas, virilha, seios e, até então, não tinha tratamento específico. As mulheres são afetadas com maior frequência. A repetição das inflamações pode gerar cicatrizes graves e consequentemente limitação ou incapacidade de movimento no local, provocando grande impacto na qualidade de vida dos pacientes.

A Fenilcetonúria é uma doença rara, na qual existe uma deficiência na capacidade de quebrar adequadamente moléculas do aminoácido, fenilalanina (FAL), presente nas proteínas de origem animal e vegetal. Por isso, pessoas com fenilcetonúria precisam ter uma dieta com muitas restrições e produtos específicos.

Quanto a uveítes não infecciosas, são um conjunto de doenças nos olhos que ocorrem em decorrência da inflamação da úvea, região do olho formada pela íris, corpo ciliar e coroide.

Por: Jôsy Souza

Fonte: BN

Pesquisa relaciona consumo de sucos adoçados e refrigerantes ao risco de câncer

Um estudo publicado na quinta-feira (11) relacionou o consumo de bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos de frutas adoçados artificialmente, a um risco maior de desenvolvimento de certos tipos de câncer.

A pesquisa foi realizada por pesquisadores franceses e divulgado em artigo da revista médica BMJ.

O objetivo dos cientistas era avaliar as associações entre o consumo de bebidas açucaradas e os riscos de câncer em geral, assim como alguns tipos específicos de tumores malignos, como de mama, próstata e intestino.

Para o estudo, os franceses pesquisaram mais de cem mil adultos, com idade média de 42 anos, sendo 79% mulheres.

Para chegar até os resultados os participantes preencheram pelo menos dois questionários sobre sua dieta em 24 horas. A partir disso, eram calculados os consumos diários de açúcar e bebidas adoçadas artificialmente, e 100% de sucos de frutas. Os pacientes, de acordo com reportagem do G1, foram acompanhados por um período máximo de nove anos.

A ingestão diária de bebidas açucaradas em relação a bebidas diet foram analisada pelos cientistas e posteriormente comparadas com os casos de câncer nos registros médicos dos participantes do estudo durante o período de acompanhamento.

A partir da análise, os franceses constataram que uma ingestão de cerca de 100 ml por dia de bebidas que contém açúcar estava associada a um aumento de 18% no risco de câncer e um aumento de 22% no risco de câncer de mama. Tanto bebidas adoçadas quanto sucos de fruta tiveram associação de risco similar.

Por: Jôsy Souza

Fonte: BN

Dia D da Campanha de Vacinação contra a Gripe acontece neste sábado.

Teixeira de Freitas já se prepara para o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra influenza, que começou no dia 10 de abril. O Dia D será no próximo sábado (4). Nessa data, todas as unidades de saúde estarão abertas das 7h às 17h, para atendimento ao público-alvo da campanha.
Segundo a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, 6 mil pessoas foram imunizadas contra gripe em Teixeira de Freitas desde o início da campanha. A vacinação segue até o dia 31 de maio para o público-alvo. São 42 equipes trabalhando para garantir que a comunidade tenha acesso à vacina.

Influenza
A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.
Devem ser vacinadas:
Crianças entre 6 meses de vida e menores de 6 anos de idade;
Gestantes;
Puérperas;
Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
Trabalhadores da saúde;
Policiais Civis e Militares;
Professores das escolas públicas e privadas;
Povos indígenas;
Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Por: Jôsy Souza/Diário Oficial

Municípios são apontados como área de alerta e risco de dengue, zika e chikungunya

O Ministério da Saúde divulgou o primeiro Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2019 na última terça-feira (30). O levantamento apresenta o índice de infestação predial (IIP) que classifica as cidades de todo o Brasil em três níveis: RISCO – 4% acima, ALERTA – entre 1% a 3,9% e SATISFATÓRIO – inferiores a 1%.

O estudo mostra que das oito cidades da Costa do Descobrimento apenas Guaratinga, Itapebi e Porto Seguro estão com níveis satisfatórios.

Belmonte, Eunápolis, Itagimirim e Santa Cruz Cabrália apresentam estado de alerta. Itabela apresenta alto índice de infestação, com risco de surto para dengue, zika e Chikungunya.

“O resultado do LIRAa confirma o aumento da incidência de casos de dengue em todo o país que subiu 339,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Esses resultados indicam que é preciso fortalecer ainda mais as ações de combate ao mosquito transmissor, com a participação da população e de todos os gestores locais e federal”, afirma o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber.

O levantamento realizado entre janeiro e março, ainda destaca que a Bahia tem 104 cidades em situação de risco e 185 em estado de alerta. O resultado da pesquisa deste ano representa um aumento em relação ao estudo divulgado em dezembro de 2018. Na época, apenas 69 cidades baianas tinham risco de surto das doenças.

“Mesmo com aumento no número de casos da doença, a taxa de incidência de 2019 está dentro do esperado para o período. Sendo assim, até o momento, o país não está em situação de epidemia, embora possa haver epidemias localizadas em alguns municípios e estados”, frisou o ministro.

Por: Jôsy Souza/Bahia dia a dia

Unidades de saúde da Bahia terão software para gestão hospitalar

Cinco unidades de saúde na Bahia vão implementar um software de gestão hospitalar, que inclui prontuário eletrônico e módulos administrativos. O Centro Estadual de Oncologia (Cican), os hospitais Geral do Estado (HGE), Geral Roberto Santos (HGRS), Ernesto Simões (HGESF) e Geral de Camaçari (HGC) esperam ter o projeto funcionando completamente a partir de junho.

 

O projeto piloto pretende possibilitar que a Central Estadual de Regulação (CER) tenha acesso, em tempo real, ao número exato de leitos disponíveis em cada unidade no momento da alta hospitalar. O acordo foi firmado com o Hospital das Clínicas de Porto Alegre gratuitamente. O preço no mercado, de acordo com o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, seria de R$ 30 milhões.

 

Ainda segundo Vilas-Boas, até aqui, o investimento feito no projeto, que acontece desde 2015, já foi de R$ 52 milhões. O valor se converteu em obras de infraestrutura de cabeamento de rede e aquisição de computadores, impressoras e conectividade.

 

O software vai contemplar o paciente desde sua entrada na unidade, podendo criar ou não um prontuário eletrônico. Assim, vai especificar as informações clínicas do paciente, englobando todos os atendimentos realizados no hospital, classificados por diversos tipos de informação, como internações, cirurgias, diagnósticos, etc.

 

Por: Jôsy Souza/BN

Começa Campanha de Vacinação contra a Gripe

Começou nesta quarta-feira (10), a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe em todo o país.

Neste ano, a estratégia será realizada considerando momentos específicos para a mobilização da população para a vacinação, nos períodos:

De 10/04 (quarta-feira) a 19/04 (sexta-feira) a vacinação será em crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes e puérperas.

De 22/04 (segunda-feira) a 31/05 (sexta-feira) a vacinação será em crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos ou mais, doentes crônicos, trabalhadores da saúde, população indígena, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas, população carcerária, funcionários do sistema prisional e professores.

Para vacinação é importante apresentar o cartão de vacinas e documento de identidade. Outra observação importante é que alguns grupos precisam de documentos complementares, como os professores, que devem apresentar documento, tais como: contra-cheque 2019 e documento oficial com foto; portadores de doenças crônicas deverá apresentar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3011- 2779, no setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde.

Por: Jôsy Souza/PMTF

Saúde anuncia ações para garantir recertificação de erradicação do sarampo

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (19) um pacote de ações com o objetivo de garantir, nos próximos 12 meses, a recertificação do Brasil como país livre do sarampo. Após a confirmação de um caso endêmico da doença registrado no Pará em 23 de fevereiro, o Brasil perderá o título concedido pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

“Iniciamos a gestão, no atual governo, com taxas de imunização muito baixas. Elas atingiram um pico em 2003, mas, no geral, de lá para cá caíram ano a ano até chegarem perto de 80% no ano passado. Não é o patamar ideal. Temos que elevá-la acima a 95%”, afirmou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Nosso plano consiste em encaminhar medidas importantes ao Congresso Nacional, como a exigência do certificado de vacinação, não impeditiva, de ingresso na escola e no serviço militar. Reforçaremos, ainda, o monitoramento da vacinação, por meio dos programas de integração de renda e como norma para os trabalhadores de saúde”.

Em nota, o ministério informou que as ações fazem parte de um conjunto de medidas para os primeiros 100 dias de governo. O pacote inclui ainda a melhora nos sistemas de informação e monitoramento para medidas de prevenção e controle; a ampliação das estratégias a adesão da população à imunização; o acerto com estados e municípios estratégia para fomentar a oferta local de salas de vacinação em horário diferenciado; a instituição de uma “força tarefa” para apoiar os Estados e Municípios na investigação e manejo de casos de doenças imunopreveníveis e a realização de uma ampla campanha de multivacinação, entre outra ações.

Por: BN/Mídia Regional